Ao utilizar este website está a concordar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte os nossos Política de Privacidade.

OK
PT
EN
Fale Connosco

Fale Connosco

Preencha os seus dados e entraremos em contacto consigo

* Campos de preenchimento obrigatório

A época natalícia é muito especial na cultura madeirense. Popularmente designada como “a Festa”, desta altura do ano constam vários costumes e tradições que remontam a vários séculos e que têm as suas raízes nos hábitos do catolicismo. Intensamente vivida pelos madeirenses, é também uma das épocas que proporciona mais visitantes à ilha da Madeira, atraídos pelo charme festivo e pelo espetáculo de fogo de artifício do fim de ano. No entanto, este ano algumas festividades estão condicionadas por medidas de restrição ao contágio da Covid-19.

 

Tradições de Natal na Madeira

Numa casa madeirense é raro não encontrar, por alturas de “Festa”, o presépio e a árvore de Natal. A árvore de natal tradicional é um pinheiro natural das serras madeirenses, comprado num dos vários vendedores que populam as ruas das cidades. Hoje em dia, os pinheiros artificiais são a norma, enfeitados com pequenas bolas decorativas, gambiarras, e uma estrela no topo. Junto ao pinheiro encontra-se, quase sempre, o presépio. Este pode tomar a forma de estruturas em madeira ou cartão forradas com um papel pintado – a “imitar” a orografia da ilha – povoado com figuras em cerâmica (representativas de personagens bíblicas e de profissões tradicionais madeirenses, tais como pastores, leiteiros e comerciantes); ou de um pequeno altar coberto com toalhas em bordado de madeira, com vários pisos, enfeitados com laranjas, castanhas e nozes, e com uma figura do Menino Jesus no topo – a chamada “Lapinha”. Os presépios madeirenses não são apenas usados como decoração interior: são motivo de orgulho e de visita às diferentes regiões da Madeira, que durante a “Festa” ostentam nos largos e igrejas das suas freguesias verdadeiras obras de arte a retratar paisagens e costumes do povo madeirense. 

No mês de dezembro, ocorrem também as “Missas do Parto”, celebradas nas madrugadas entre os dias 16 e 24, em devoção à Virgem Maria. Para além do lado religioso, estas missas têm uma forte vertente folclórica, com convívio e partilha de comes e bebes no final da cerimónia religiosa. À meia-noite do dia 24, dá-se lugar à Missa do Galo, assim chamada devido à crença que um galo anunciou o nascimento de Jesus Cristo.

A Noite do Mercado acontece no Funchal na noite de 23 de dezembro. É uma tradição que data do século XIX, altura em que a população saía às ruas para comprar as frutas, vegetais e flores para a quadra natalícia. Os vendedores montavam pequenas barracas no antigo Mercado D. Pedro V, substituído na década de 1940 pelo Mercado dos Lavradores. Este costume perdurou até aos dias de hoje, sendo que esta é atualmente uma das festas populares madeirenses com mais afluência. Este ano, a Noite do Mercado estará restrita ao Mercados dos Lavradores e arredores, por imposições governamentais para controlo da pandemia Covid-19.

A iluminação de natal no Funchal é um dos ex-libris da cidade nesta altura do ano. As ruas da capital madeirense vestem-se de luz e cor, sendo que a grande novidade deste ano é a integração de tecnologia de realidade aumentada que permite aos visitantes interagir com as iluminações.

 

O Espetáculo de Fim de Ano na Madeira

O Livro dos Recordes Guiness reconhece o fim de ano na Madeira como o maior espetáculo pirotécnico do mundo. Todos os anos milhares de madeirenses e turistas dos quatro cantos do mundo juntam-se à beira-mar do Funchal e nos miradouros que rodeiam a cidade para observar esta explosão de luz e cor. Vários navios de cruzeiro atracam no porto da capital madeirense, proporcionando uma vista fantástica do fogo de artificio sobre as encostas da cidade. Este ano, o espetáculo pirotécnico será realizado com as devidas precauções sanitárias, mantendo aquele que é um dos maiores cartões de visita da quadra natalícia na Madeira.

 

Comidas e Bebidas Típicas

A gastronomia madeirense é famosa pelas muitas iguarias. Por alturas da “Festa”, o prato típico é a carne de vinha-d’alhos que é feita com carne de porco marinada em vinho branco, vinagre, alhos e louro, servida em sandes de pão ou bolo do caco. Também muito própria do Natal é a canja – uma sopa de galinha servida em pequenas taças. Para acompanhar, além da famosa “poncha” juntam-se os vários licores caseiros feitos com diversas frutas da região. Na doçaria, não podemos esquecer o delicioso bolo de mel e as broas, ambos confecionados usando o mel-de-cana madeirense.

 

Para saber mais sobre Viver na Madeira, consulte o nosso guia.

Natal da Madeira

Fonte: Governo Regional da Madeira/ Visit Madeira

Relacionados

17 . 3 . 2021 O que fazer na Madeira

Funchal - Não é só turismo!

Saber mais

Cowork na Madeira - Conheça os Remote Eastcoasters

Saber mais